sexta-feira, 1 de junho de 2012

Projeto Pedagógico Direitos e deveres da criança: Um passeio pela literatura infantil.


Projeto Pedagógico
Direitos e deveres da criança: Um passeio pela literatura infantil.



1. JUSTIFICATIVA

“Se quiser que seus filhos sejam brilhantes, leia Contos de Fadas para
eles. Se quiser que seus filhos sejam mais brilhantes, leia ainda mais
Contos de Fadas”.
Albert Einstein
Nesta época em que os valores se contrastam a literatura infantil, em especial os
Contos de Fadas, servem de fusão entre o real e o imaginário contribuindo na formação da
consciência de mundo na criança.
Através das histórias infantis a criança enriquece o conhecimento de si mesma, do
outro e do mundo que a cerca, estimular a capacidade de raciocinar, de relacionar fatos,
pessoas, objetos e ações no tempo e no espaço. Por outro lado, quanto mais cedo a criança
tiver contato com histórias, maior será sua chance de gostar de ler e de se interessar pelo
mundo letrado.
É com este propósito que pretendemos, de forma lúdica, levar às crianças da Gente
Miúda a aprender respeitar e ser respeitado numa sociedade onde os direitos e deveres
devem ser iguais para todos.
No desenvolvimento deste projeto utilizaremos como fio condutor a Declaração
Universal dos Direitos da Criança, aprovada na Assembléia Geral das Nações Unidas em 20
de novembro de 1959, adaptada à linguagem infantil e Os Deveres da Criança da Educação
Infantil, especialmente elaborados pela equipe pedagógica da Gente Miúda para este
projeto.
2. OBJETIVO GERAL
Conscientizar as crianças de que o respeito aos direitos e deveres é fundamental para
a convivência humana.
2
3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Levar às crianças a descobrirem que direitos e deveres estão presentes em todos os
espaços de relacionamento humano, quer seja em casa, na escola e na sociedade.
3.1 Direitos da Criança, segundo a Declaração Universal.
1. Direito a um nome e uma nacionalidade.
2. Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequada.
3. Direito de ir à escola e de brincar.
4. Direito à igualdade, sem distinção da cor da pele, religião ou nacionalidade.
5. Direito a especial proteção para o seu desenvolvimento físico, mental e social.
6. Direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade.
7. Direito de ser sempre socorrida em primeiro lugar.
8. Direito de ser protegida contra o abandono, o espancamento e a exploração no
trabalho
9. Direito à escola e a cuidados especiais, caso tenha deficiências físicas e mentais.
10. Direito a crescer dentro do espírito de solidariedade, compreensão, amizade e de
justiça entre os povos.
3.2 Deveres da Criança, segundo a equipe pedagógica da Gente Miúda.
1. Conhecer suas raízes familiares e a história do seu País.
2. Respeitar pais e familiares e proteger os irmãos menores.
3. Zelar pela sua casa, sua escola e pelo patrimônio público.
4. Zelar pelos seus brinquedos e objetos, assim como os de seus amigos.
5. Não desperdiçar água e comida.
6. Respeitar os professores e demais profissionais no desempenho de suas atividades
profissionais, assim como a opinião de seus amigos.
7. Preservar e cuidar da natureza, protegendo o ambiente e evitando o desperdício.
8. Respeitar as diferenças quer sejam sociais, culturais, de cor da pele, de sexo e de
religião.
9. Respeitar e ajudar os idosos e as pessoas com necessidades físicas especiais.
10. Ser solidário com os necessitados, compreensivo, amigo e justo com todas as
pessoas.
4. METODOLOGIA
Os conceitos deverão ser preferencialmente extraídos das histórias infantis,
selecionadas previamente, para o fim a que se propõe. Estas poderão ser apresentas
3
oralmente ou através de vídeo ou cd e devem ser complementadas com atividades de
desenho, artes plásticas, música, dança e dramatização.
Como parte da culminância, realizaremos ao longo do ano, conforme calendário,
excursões à bibliotecas, espaços culturais, exposições, festas de confraternização,
campanhas de solidariedade, dentre outras atividades.
Este projeto poderá ainda ser desmembrado em subprojetos, em função do interesse
e da capacidade de compreensão de cada faixa etária.
5. CRONOGRAMA
5.1 Fevereiro, março e abril - Direito a nome, nacionalidade, alimentação, moradia,
assistência médica, educação e lazer.
5.2 Maio, junho, julho – Direito a igualdade, proteção e amor.
5.3 Agosto, setembro, outubro – Direito a socorro, proteção e cuidados especiais.
5.4 Novembro – Direito a crescer com solidariedade, compreensão, amizade e justiça.
6. RECURSOS MATERIAIS
Além dos materiais de uso geral e específico de cada turma, será realizada uma
seleção de livros infantis que remetam aos Direitos e aos Deveres da Criança.
7. AVALIAÇÃO DO PROJETO
A avaliação do projeto será contínua e realizada da seguinte forma:
Pelos pais – Oral, durante as reuniões e por escrito no final de cada semestre.
Pela equipe – nos Encontros Pedagógicos, com o objetivo de identificar e
orientar possíveis dificuldades surgidas tanto individuais quanto da equipe.
Rio de Janeiro, 01 de Janeiro de 2010.
Mª da Penha Salgueiro
Diretora Pedagógica
“Os livros que têm resistido ao tempo são os que possuem uma verdade
capaz de satisfazer a inquietação humana, por mais que os séculos passem”.
Cecília Meireles
Observação:
Este projeto foi elaborado pela equipe pedagógica da Gente Miúda.

Um comentário: