terça-feira, 2 de março de 2010

Projeto: Música na Escola

Projeto: Música na Escola
“O amor é a melhor música na partitura da vida e sem
ele, você é um eterno desafinado.”
Justificativa
De acordo com as diretrizes curriculares, o som é a matériaprima
da música; porém, a simples percepção e memorização
dos sons não caracterizam o conhecimento musical, objetiva a
educação dos sentidos e não está dissociada do lugar onde é
composta e interpretada, nem está desarticulado dos valores
de um determinado grupo social. E ao trabalhar os
conhecimentos musicais, devem-se considerar os saberes
específicos dessa linguagem e priorizar a escuta consciente,
ou seja, aquela capaz de perceber a distribuição dos sons de
maneira sucessiva e simultânea, trabalhando também as
prioridades do som: timbre, intensidade, altura e duração,
bem como suas variações. Portanto, faz-se necessário um
trabalho constante com músicas para desenvolver a atenção,
a memória e o raciocínio dos alunos.
Fundamentação Teórica
A música é uma das mais antigas e valiosas formas de
expressão da humanidade e está presente na vida das
pessoas.
Na antiguidade, filósofos gregos consideravam a música como
“uma dádiva divina para o homem...”
Segundo historiadores, o fazer musical de uma forma ou de
outra, sempre esteve presente nas sociedades, desde as mais
primitivas até as atuais. Sem dúvida, o nível de complexidade
musical se alterou com o passar do tempo, mas não perdeu a
sua característica de reunir pessoas. Hoje se percebe que a
música tem a capacidade de aglutinar crianças, jovens e
adultos, para cantar, tocar um instrumento, ou ambas.
Verifica-se que os jovens se identificam por um mesmo
gênero musical, o que lhes dá e reforça a sensação de
pertencerem a um grupo, de possuírem um mesmo
conhecimento. Assim, podemos afirmar que a vivência
musical faz parte do dia-a-dia do ser humano e é muito
salutar para o desenvolvimento de trabalhos grupais e que a
aprendizagem musical abre portas para outras informações.
A música ajuda a afinar a sensibilidade dos alunos, aumenta a
capacidade de concentração, desenvolve o raciocínio lógicomatemático
e a memória, além de ser forte desencadeador de
emoções.
Cada ser humano que descobre sua voz, fica mais bonito,
mais seguro de si e com a auto-estima elevada. Fazer música,
principalmente em grupo, no coletivo, traz a noção da
importância da ordem e da disciplina, da organização, do
respeito ao outro e a si mesmo.
Pensando assim, a música não pode estar desconectada do
processo de ensino-aprendizagem da escola. A vivência
musical para o educando em geral é extremamente
agradável. Ele aprende novos conceitos e desenvolve
diferentes habilidades, melhora a comunicação e desenvolve
a criatividade, a coordenação e a memória.
“A música é uma força geradora de vida, uma energia que
envolve o nosso ser inteiro, atuando de forma poderosa sobre
o nosso corpo, mente e coração. Além de alegrar, unir e
congregar mensagens e valores, disciplinar e socializar, a
música forma o caráter e favorece o desenvolvimento integral
da personalidade, o equilíbrio emocional e social.”(Míria
Therezinha Kolling)
Trabalhar com música na Educação é um fazer artístico. Os
ganhos que a prática musical proporciona, seja pela
expressão das emoções, pela sociabilidade, pela disciplina,
pelo desenvolvimento do raciocínio, são valiosíssimos, e para
a vida toda.
Objetivos
- Despertar o gosto pela música e suas expressões;
- Oportunizar através desta experiência, o ingresso dos alunos
na arte musical;
- Desenvolver a sensibilidade ao ritmo, percepção auditiva,
coordenação e memória;
- Conhecer as diversidades musicais;
- Perceber a importância da música como cultura;
- Apresentar diversos ritmos musicais, bem como apreciá-los
e identificá-los;
- Estimular os talentos na arte musical;
- Estimular a linguagem, respiração correta e enriquecimento
de vocabulário;
- Desenvolver a sociabilidade, participando do trabalho em
grupo;
- Oportunizar o desenvolvimento da concentração, atenção,
criatividade e cooperação;
- Montar um coral na escola.
Encaminhamento Metodológico
Primeiramente proporcionar aos alunos uma motivação em
relação ao projeto “Música na Escola”, mostrando- lhes a
importância do som ,do ritmo, bem como saber apreciá-los de
forma prazerosa e espontânea.
Através de várias atividades, com diversos ritmos, descobrir
as aptidões musicais existentes na escola, mostrando aos
educandos que podemos por meio da música:
- Estudar gramática;
- Praticar seletiva compreensão auditiva;
- Escrever diálogos usando a palavras de uma canção;
- Modificar a letra, de modo a transportar uma situação
passada numa situação atual;
- Analisar, refletir e interpretar a letra de uma canção;
- Cantar diversas músicas formando um grupo com um
conjunto de vozes harmoniosas, etc.
Utilizar músicas capazes de agir no interior do aluno de modo
a externar sua linguagem e resgatar valores importantes para
a formação de seres humanos críticos e participativos no meio
onde vivem.
Infra-estrutura
Uma sala com alguns equipamentos relacionados à música.
Recursos Materiais
- Alguns Instrumentos musicais como violão, teclado e
percussão;
- Microfones;
- Aparelho de som;
- Um computador ...
Resultados esperados
Espera-se que ao final da experiência do projeto “Música na
Escola”, os alunos possam estar mais voltados à arte musical
e que tenham desenvolvido múltiplas experiências sensoriais,
perceptivas e expressivas, favorecendo assim o seu
desenvolvimento.
Critérios de participação
Organização do grupo de acordo com o grau de afinação e
aptidão musical.
Critérios, estratégias e instrumentos de avaliação
estabelecidos pela escola
Os alunos serão avaliados mediante observação do esforço e
desenvolvimento nas aulas do projeto e futuras
apresentações.
Referências Bibliográficas

Nenhum comentário:

Postar um comentário